As brasileiras CPqD e Padtec, e a israelense Civcom (cujas totalidade das ações foram adquiridas pela Padtec em 2008), fecharam uma parceria para pesquisa e desenvolvimento de produtos de comunicação óptica.

O primeiro projeto do trio será para o desenvolvimento de um módulo para equipamentos de transmissão a 100 Gigabits por segundo (Gbps).

A meta é chegar a uma nova geração de sistemas de comunicação para banda larga, capaz de oferecer taxas de 8 Tbps por fibra óptica – num WDM com 80 canais de 100 Gbps – para backbones.

Os primeiros dispositivos desenvolvidos pelo grupo devem estar no mercado no segundo trimestre de 2012.

A tecnologia será baseada em DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) e nas especificações internacionais de interoperabilidade definidas pelo Optical Internetworking Forum (OIF).

O trabalho será realizado pelo CPqD em conjunto com a Civcom e terá como base os resultados já obtidos com o Projeto 100 GETH (Gigabit Ethernet), que vem sendo conduzido desde 2010 pelo CPqD com recursos do Funttel do Ministério das Comunicações e apoio da FINEP.

A Padtec será a principal cliente dos módulos. O acordo prevê, porém, a possibilidade de fornecimento desses módulos, pela Civcom, para outros fabricantes de equipamentos no mercado global.

Integrante do grupo GENTE – Grupo de Empresas Nacionais de Tecnologia, formado em julho deste ano com o objetivo de buscar oportunidades dentro do PNBL – a Padtec já venceu um leilão de R$ 63 milhões no Plano governamental de inclusão digital.