Tamanho da fonte: -A+A

Dentro de 15 dias, o projeto de lei que prevê a liberação dos recursos do Fundo Nacional de Telecomunicações (Fust) para expansão dos serviços de banda larga deve chegar ao Senado.

O prazo foi dado pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, nessa quarta-feira, 16.

Segundo Bernardo, a garantia de votação no prazo previsto foi dada pelos deputados Cândido Vaccarezza (PT-SP), líder do governo na Câmara dos Deputados, e Bruno Araújo (PSDB-PE), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia.

Neste período, deve ser estabelecido o acordo entre as lideranças para levar o projeto à votação.

Hoje, a defasagem da lei que instituiu o Fust impede o governo de aplicar os recursos recolhidos desde a privatização do setor.

Estima-se que o montante acumulado ao longo dos anos seja superior a R$ 7 bilhões.

Segundo o ministro, o que está em jogo é a liberação de aproximadamente R$ 300 milhões que são arrecadados pelas prestadoras a cada ano.