Intel e Mastercard juntas em pagamento online

16/11/2011 11:17

Intel e MasterCard unem forças para melhorar a experiência dos consumidores com os pagamentos de compras online

A Intel e a MasterCard anunciam uma parceria para trabalho colaborativo no desenvolvimento e otimização de tecnologias de pagamento online.

O acordo inclui o PayPass da MasterCard e a Tecnologia de Proteção de Identidade da Intel, usada em soluções tanto de autenticação quanto de segurança baseada em hardware.

Tamanho da fonte: -A+A

Intel e MasterCard unem forças para melhorar a experiência dos consumidores com os pagamentos de compras online

A Intel e a MasterCard anunciam uma parceria para trabalho colaborativo no desenvolvimento e otimização de tecnologias de pagamento online.

O acordo inclui o PayPass da MasterCard e a Tecnologia de Proteção de Identidade da Intel, usada em soluções tanto de autenticação quanto de segurança baseada em hardware.

“Isso fornece maior segurança online contra malware e, quando usada com um leitor habilitado para nossa Tecnologia de Proteção de Identidade, permite pagar compras online com um simples toque no cartão, etiqueta ou smartphone habilitado para o PayPass em um ultrabook”, explica George Thangadurai, gerente de Serviços PC Client da Intel.

Pelo acordo, a MasterCard entra com expertise em compras e pagamentos eletrônicos, enquanto a Intel colabora com a tecnologia de segurança baseada em chip, para lançamento futuro de soluções inclusas em dispositivos Ultrabook e PCs.

Já Ed McLaughlin, chefe do departamento de Pagamentos Emergentes da MasterCard, destaca que o trabalho colaborativo é uma aposta em um mercado que só cresce.

O executivo se baseia em dados da Forrester Research, cuja pesquisa mais recente sobre o setor indica que as vendas online alcançaram US$ 176,2 bilhões no ano passado apenas nos EUA, e devem continuar crescendo a taxas percentuais de dois dígitos anualmente pelos próximos cinco anos.

“O comércio online é uma área-chave para a Intel e, por meio dessa parceria, vamos oferecer uma experiência personalizada e mais segura para este consumidor”, finaliza Thangadurai.

A MasterCard opera redes de processamento de pagamentos utilizadas por consumidores, instituições financeiras, comerciantes, governos e empresas de mais de 210 países.

Para a empresa, iniciativas de colaboração com fabricantes de hardware não são novidades: no ano passado, a Mastercard firmou com a Apple uma parceria que permitiu o uso do aplicativo MoneySend para transferência de dinheiro entre usuários de iPhone e iPad, nos Estados Unidos.

Já a Intel aposta no mercado de e-commerce para fomentar ainda mais seus negócios, que no último trimestre geraram receita de US$ 14,3 bilhões em todo o mundo, representando um crescimento de 29% em um período de 12 meses.

No trimestre, o lucro líquido da fabricante de chips subiu 17%, somando US$ 3,5 bilhões.

Veja também

Intel refaz campanhas com produção no BR

Numa tentativa de se aproximar mais do público consumidor, a Intel está lançando sua primeira campanha regional.

O Brasil será o primeiro a receber uma campanha baseada na nova estratégia para a marca, em que os cientistas deixam de ser a estrela dos comerciais. Agora, o tom emocional é o mais importante.

Ex-Samsung e Intel gere canais da AMD

A AMD anuncia sua terceira contratação em poucos meses para reforçar a equipe na América Latina: trata-se de Pedro Kiipper, que chega da Samsung para dirigir as Vendas para Canal e OEM da fabricante norte-americana de processadores.

Kiipper ficou na Samsung por quatro anos, como executivo da área Comercial. Antes disso, passou pelas áreas comercial, de canais e marketing de Microsoft e Intel.

Intel terá tablets educacionais em 2012

A Intel deve lançar no próximo ano tablets educacionais.

Os modelos terão sete e 10 polegadas e farão parte da série de produtos Intel Learning, que engloba também o classmate PC.

A previsão da Intel é lançar o modelo de 7 polegadas ainda neste ano, com início da produção em 2012, inclusive no Brasil. Já o modelo de 10 polegadas deve ser lançado no fim do primeiro semestre do ano que vem.

Intel tem alta de 17% no lucro trimestral

A Intel, maior fabricante de chips do mundo, teve uma receita de US$ 14,3 bilhões no terceiro trimestre. O resultado representa um crescimento de 29% em um período de 12 meses.

Usando o padrão GAAP, o lucro líquido subiu 17%, para US$ 3,5 bilhões.

Em comunicado, o executivo-chefe da companhia, Paul Otelini, comemorou o fato de a companhia ter ultrapassado, pela primeira vez, uma receita de US$ 14 bilhões.

Intel desacelera TV digital e foca tablets

A Intel divulgou ao mercado que vai “desacelerar seus negócios de TV digital”.

Conforme o porta-voz da empresa, Claudine Mangano, os engenheiros hoje dedicados à esta área serão realocados para os segmentos de tablets, ultrabooks e smartphones.

A Intel também vai focar redes de entrega de conteúdo baseadas em IP, que têm semelhanças entre tablets e TVs, segundo o executivo.

MasterCard Mobile começa pelo Brasil

O Brasil sediará o lançamento mundial da plataforma de pagamentos móveis da MasterCard.

Banricompras passa a operar com MasterCard

O Banrisul e a MasterCard firmaram parceria para o cartão da bandeira ser aceito nos terminais de pagamento da rede Banricompras.

Segundo anunciado pelas duas empresas nesta quinta-feira, 05, em Porto Alegre, os cerca de 100 mil pontos de venda credenciados da rede Banricompras irão operar com o MasterCard, além do próprio cartão Banricompras.

Somente no ano de 2009, o Banricompras registrou 61,3 milhões de transações e movimento financeiro de R$ 3,9 bilhões.

MasterCard: pagamento via iPhone nos EUA

A Mastercard lança nesta segunda-feira, 21, o aplicativo MoneySend que permite transferir dinheiro entre usuários de iPhone e iPad, nos Estados Unidos.

O serviço está disponível gratuitamente.

Cielo irá credenciar Mastercard

A partir de 1º de julho, os terminais de pagamento da Cielo passam a aceitar os cartões da bandeira MasterCard no Brasil.

Até então credenciadora exclusiva da Visa, a partir de julho a Cielo poderá trabalhar com outras bandeiras, da mesma forma que a Visa fica liberada a dar licença para que outras empresas façam o credenciamento dos estabelecimentos comerciais interessados em trabalhar com a bandeira.