Tamanho da fonte: -A+A

 

A NET fechou o segundo trimestre de 2010 com receita líquida de R$ 1,31 bilhão, aumento de 29% em comparação ao mesmo período de 2009. Já o lucro líquido caiu 69% ano/ano, ficando em R$ 56,5 milhões. 
 
A empresa atribui a queda a impactos da variação cambial.
 
Já o crescimento da receita é atribuído à expansão da base de assinantes: as adições líquidas de TV por assinatura, por exemplo, cresceram em 107 mil, encerrando o 2T10 em 3.883 mil clientes, ou 12% a mais do que no 2T09. ]
 
A base de banda larga ficou em 3,1 mil clientes, crescimento de 19% ano/ano.
 
O número de linhas em serviço de telefonia fixa ao final do 2T10 era de 2.765 mil, 21% maior em comparação ao 2T09. 
 
No trimestre, a NET registrou custos operacionais de R$ 620,1 milhões, elevação de 11% ano/ano, representando 47,3% da receita líquida.
 
O aumento é, segundo a operadora, explicado pelos maiores custos relacionados à programação, ao maior consumo de banda de acesso à Internet e à central de atendimento.
 
Ainda em despesas, a companhia totalizou gastos gerais e administrativos de R$ 170,9 milhões, muito em função de aumento nos investimentos com TI, especialmente na melhoria de plataformas e sistemas relacionados à área de atendimento ao assinante.