Tamanho da fonte: -A+A

O Sistema Unimed investiu R$ 2,5 milhões num sistema de videoconferência da Polycom, com o objetivo de aprimorar a comunicação entre as unidades do sistema em todo o país. A prioridade é acelerar a comunicação.

A empresa pretende melhorar o atendimento e a qualidade dos serviços prestados, além de reduzir as despesas com viagens de executivos e colaboradores.

“Com o recurso de transmissão de conteúdo, conseguimos exibir alguns eventos via videoconferência e as pessoas estão começando a se acostumar a utilizar a solução”, ressaltou Antonio Cesar Neves, diretor de Tecnologia da Unimed Brasil, ao site Hospitalar.

Inicialmente, são 35 pontos de videoconferência implantados, além de 22 salas instaladas no Paraná e mais 35 no Rio Grande do Sul. Na fase final do projeto, a diretoria da Unimed do Brasil espera integrar mais 93 cooperativas em todo país.

Ao todo, foram adquiridos 42 equipamentos para salas de videoconferência, dois equipamentos de segurança da Rede (Firewall de vídeo), um servidor de gerenciamento dos equipamentos de videoconferência e um servidor Multiponto de videoconferência com 80 portas.

Soluções de seis fabricantes foram pesquisadas, durante quatro meses, antes de se optar pela Polycom

Além de toda a pesquisa citada, o sucesso já comprovado das soluções Polycom, instaladas desde 2007 nas Unimeds do Paraná e do Rio Grande do Sul, pesou para a escolha.

“Eles obtiveram um retorno do valor investido na solução em menos de um ano e meio e a comunicação melhorou muito”, explica Mauro Back, Superintendente de TI da Unimed do Brasil.