Tamanho da fonte: -A+A

O números de telefones móveis nos 49 países classificados pela ONU como "em desenvolvimento" pulou de 2 milhões em 2000 para 280 milhões em 2010, aumento de 13.900%, segundo dados da União Internacional de telecomunicações.

A Ásia é responsável pela maior parte do crescimento da telefonia móvel, em especial por causa dos números de China e Índia, que somam mais de 30% de todos os celulares e smartphones do mundo.

As informações são do jornal 20 minutos.

De acordo com José de la Peña, responsável pela área de Debate e Conhecimento da Fundação Telefónica, na África há menos de cinco aparelhos a cada dez habitantes, mas ainda assim a telefonia móvel tem sido pivô de avanços econômicos na região.

Em 97 economias do mundo a penetração do celular ultrapassa os 100% - a Europa registra 117,7%, ou quase 12 números de telefonia móvel a cada 10 habitantes.

Para o membro da Fundação Telefónica, a evolução da telefonia móvel no futuro será marcada pela "internet das coisas", em um ecossistema que tende a ser baseado sensores que compilem informações e as reenviem, de forma automática, a centros de dados e aplicações de usuários.

Os dados de Peña dão conta de que, em 20 anos, haverá 50 milhões de dispositivos conectados.