Tamanho da fonte: -A+A

A China ultrapassou os Estados Unidos, pela primeira vez na história, nas vendas de smartphones e é a maior consumidora de celulares inteligentes do mundo em volume no terceiro trimestre de 2011, segundo dados da empresa Strategic Analytics.

Segundo a consultoria, descontos em modelos procurados como o Apple iPhone ajudaram a impulsionar as vendas dos aparelhos no mercado chinês.

Os embarques de celulares inteligentes cresceram 58% no país e atingiram o recorde de 23,9 milhões de unidades no período.

Nos Estados Unidos, eles caíram 7% ante o trimestre precedente, para 23,3 milhões de unidades.

O forte crescimento na China se deve, também, aos subsídios oferecidos pelas operadoras, que oferecem celulares a preços baixos para convencer os assinantes a assinar contratos de longo prazo.

Ajudou ainda a popularidade do iPhone e de celulares chineses mais baratos produzidos por fabricantes como a ZTE e equipados com o software Google Android.

Conforme a Strategy Analytics, no entanto, a liderança chinesa pode não durar muito.

A demanda por celulares inteligentes nos EUA foi fraca no período porque muitos usuários estavam esperando o lançamento da nova versão do iPhone.

Como resultado, a China pode registrar liderança menor ou até perder a primeira posição no trimestre atual, de acordo com Linda Sui, analista da Strategy Analytics.

“Determinar se a China será capaz de manter a primeira posição depende do mercado dos EUA”, disse Sui. “Depende, na prática, da demanda pelo iPhone nos EUA.”

A Nokia liderou o mercado chinês de celulares inteligentes no terceiro trimestre, com 28% de participação, enquanto a HTC liderava no mercado dos EUA, com 24%, adiante dos 20,6% da Apple, de acordo com a pesquisa.