Caio Bonilha: Telebras se abrindo aos poucos

Tamanho da fonte: -A+A

A Telebrás poderá ter novos sócios no seu capital.

Segundo o novo presidente da estatal encarregada do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), Caio Bonilha, os parceiros não são prioridade no momento, mas não são descartados.

“Ainda assim, a União continuaria mantendo o controle sobre a empresa”, declarou Bonilha em entrevista à agência Reuters.

Empossado no dia 1º de junho, no lugar de Rogério Santanna, Bonilha assumiu prometendo mudanças nas diretrizes da empresa de telecom.

“A linha estatizante da gestão anterior ficou no passado”, afirmou então, sustentando que “o foco agora é comercial”. De acordo com a Reuters, se concretizada, a medida fortalecerá o capital da companhia.

De acordo com o site Convergência Digital, mesmo após a privatização do sistema Telebrás – ou seja, das subsidiárias estaduais – o governo manteve a maior parte das ações da holding. Assim, a União é o acionista controlador da Telebrás, com 89,88% das ações com direito a voto e 72,67% do capital.

Até a véspera da substituição no comando da empresa, a Telebrás iniciara acertos com dois “parceiros” – a GVT e a TIM/Intelig – com vistas a investimentos conjuntos em redes de fibras ópticas.

Leia a matéria do Convergência Digital nos links relacionados abaixo.